Jusel Cluzel garante vitória da MV no mundial

0

- Marca está de volta ao topo do pódio após 38 anos; última conquista foi com a 350cc de Giacomo Agostini

São Paulo, 24 de fevereiro de 2014 – Trinta e oito anos depois da última conquista liderada pelo legendário Giacomo Agostini pilotando uma MV 4 cilindros de 350 cm3 em Nürburgring (Alemanha), a MV Agusta – uma das marcas mais vitoriosas na história do motociclismo – está de volta ao topo do pódio.

Com a F3 675, o francês Jusel Cluzel, da equipe MV Agusta Reparto Corse/Yakhnich Motorsport, conquistou a 1ª vitória do time no mundial de Supersport em prova disputada no circuito de Phillip Island (Austrália).

Depois de um começo difícil, já que largou na 14ª posição em razão de queda nos treinos classificatórios, Cluzel impôs um ritmo surpreendente, auxiliado pela excelente performance de sua F3, e acabou chegando em primeiro lugar, seguido de Kev Coghlan e Raffaele De Rosa, segundo e terceiro respectivamente. O russo Vladimir Leonov, outro piloto da escuderia MV/Yakhnich, também poderia ter garantido boa participação na prova, não fosse por uma queda logo nas primeiras voltas da corrida.

“Sentíamos-nos sem sorte durante os testes e também no início do final de semana, pois demos muito menos voltas do que deveríamos. Então, depois desse começo difícil, vencer essa prova era apenas um sonho”, conta Cluzel. “Antes de começar disse aos meus mecânicos que daria meu melhor e foi exatamente isso que fiz, sem cometer um único erro. Essa é uma vitória merecida. Ainda temos um longo caminho, mas estamos convencidos que minha F3 e a equipe possuem grande potencial”, finaliza.

Giovanni Castiglioni, presidente da MV Agusta, dedicou essa primeira conquista a seu pai, Claudio Castiglioni. “Uma vitória maravilhosa, uma emoção indescritível. Quero dedicar esta primeira vitória ao meu pai, cuja fé nas competições e a possibilidade de um retorno bem sucedido da MV AGUSTA às corridas sempre foi inabalável. Agradeço a equipe Yakhnich Motorsport e todos os envolvidos neste projeto ambicioso e pelo seu compromisso exemplar”.

F4 NO SUPERBIKE
A estreia do piloto Claudio Corti na Superbike provou ser difícil, mas muito encorajadora. Pilotando a F4 RR, Corti finalizou as duas corridas na 13ª e 18ª posições, respectivamente.

CLASSIFICAÇÃO GERAL
Com esse resultado, Cluzel ocupa o 1º lugar no ranking geral do Supersport, com 25 pontos, enquanto Corti está na 16ª no Superbike com 3 pontos.

A próxima etapa do mundial ocorrerá no dia 13 de abril, em Aragon (Espanha).

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*